16 de junho de 2006

Sua missão em minha vida


Uma história às avessas
Rouba dos pobres para dar aos ricos
Rouba dos ricos para dar aos pobres
Ricos investimentos
Pobres almas materialistas.


Você não dorme direito
Passa os dias em vigília
Não confia nem em si mesma
Seu dinheiro não compra a paz
Não compra amigos.


Você é digna de compaixão
Todos que estão à sua volta
Seguem obrigações
Ajuda em troca de atenção
Em troca de favores.


Referência do errado, do sujo, do podre
Você não possui admiradores
Prostitui as pessoas fracas e necessitadas
Como um cafetão que protege suas garotas
Compra suas vidas, e faz delas o quem bem deseja.


Alimenta o ódio, a maldade, a desconfiança
Não conhece o abraço de um amigo verdadeiro
A maravilha de ter um amor desinteressado
O repouso depois de uma boa farra
Gargalhadas , olhares cúmplices.


Não conhece a doçura das crianças
A entrega verdadeira, ninguém te respeita
Você é pobre, mas não maltrapilha
A embalagem valoriza o presente
Mas não modifica.

Obrigada por me mostrar
Tão cedo o que eu não quero ser
O verdadeiro tesouro
Que levarei para sempre comigo
É o que você rejeita.


Seu lixo é minha maior fortuna
A humildade a simplicidade
Sua fortuna não serve para mim
Mas mesmo assim me sinto triste
Por você não sentir a felicidade.


Você está sempre em minhas preces
Agradeço por ter você
Para me mostrar o caminho errado
Criança, conheci seu ódio
Sua inveja e tristeza.


Sempre presente em minhas preces
Desejo sua felicidade
Que não tenha mais a compaixão de pobres mortais
Que o sorriso de uma criança lhe seja mais precioso
Que a prataria de seus banquetes.


Sonho com o dia em que suas caridades
Sejam verdadeiras
Que não sejam mais a simples compra de vidas
Que você usa e descarta
Ou mais uma forma de exibir sua fortuna.


Sua inveja salta aos olhos
Por seu dinheiro não poder comprar
A fidelidade
Isso te enfraquece e te adoece
Deus tenha piedade de sua pobreza

2 comentários:

look up the number disse...

Para aquelas pessoas como a do post: esperamos que um dia vocês possam mudar e ver a beleza de ter alguém em quem confiar. Um amigo, um amor, alguém especial. De ver a beleza nas menores coisas. Que vocês vejam que existe a felicidade, basta apenas aceitá-la. Tenham fé (confiem) nas pessoas. Sejam maltrapilhas.

Edy disse...

dar aos pobres! liety dar aos pobres e coisa de mulher burra! tem que dar pra homem rico! sacou?