8 de março de 2007

tragicômico

Marcou com sua melhor amiga de adolescência de se encontrarem na sua casa. A amiga insistiu que fossem para sua casa, mas ela disse que não. Como poderia aparecer lá no dia seguinte que beijou seu irmão?Seria para ela um constrangimento, e para o rapaz uma overdose de sua presença.A amiga a julgou mudada e insegura, acusou seu ex de ter acabado com ela.
Era dia de visita do Bush em São Paulo, a cidade estava uma loucura , e corriam rumores de atentados, ficou com medo , e resolveu não ir a faculdade, por isso marcou para rever a amiga.
A amiga está atrasada, ela em pé de frente ao portão, rindo de si mesma.Esqueceu a chave, os cartões, e dinheiro em casa.Seu celular estava sem credito.
O que mais faltaria acontecer?Ela não liga, está lendo o livro, otimo por sinal, que ela comprou só pelo titulo, pois se referia ao seu maior complexo: A vergonha dos pés.Bendita Fernanda Youg.
São Paulo, terra da garoa, bem agora você tem que justificar sua fama?Por sorte , um guarda-chuva horroroso está em sua pasta.Alias, por que carrega tanta coisa nessa pasta?E a maioria desnecessárias.Álcool em gel, papeis, bilhetes, uma cordinha de protetor auricular que pegou do engenheiro a quase um ano, caderno da Betty Boop da faculdade, que pagou uma fortuna por ele, só para mostrar que alguém é importante em todos os momentos.Varias outras inutilidades.Um milhão de coisas, menos as que precisava realmente, pensava de novo.
Sua amiga está atrasada 32 minutos.mais um dia em que a comédia toma conta de sua medíocre vidinha.
Vai chorar? Em hipótese alguma.Não pode chorar, rir é mais engraçado, talvez seja por isso que aparenta desleixo com os problemas.
Cadê aquela louca? Será que ela não sabe que estou com saudade? Ansiosa para revê-la?
Lembrou de sua amiga era a verdade materializada, uma das melhores pessoas que já conheceu.
Achou o guarda -chuva e ao abrir, arranhou seus seios. Não sabe como, mas depois de derrubar tudo que tinha no chão e pegar varias vezes, já nem ligou mais.
Toca o celular. Ele com defeito, pois caiu varias vezes no chão, desligou sem sequer ela ver quem era. religa o aparelho e está lá o aviso de uma mensagem. está sem crédito. Será a amiga desmarcando?E agora?Como vai saber? Vai ficar parada , na chuva, em pé por horas?
O guarda pergunta: Moça, a chave num tá na bolsa, dona moça?
LÓGICO que não!!!Quem ele pensa que eu sou? Uma louca?
Uma hora e meia depois de ficar em pé no portão decidiu: A amiga não vai aparecer, resolveu então aceitar a ajuda do guarda para pular o portão.
Sobe a escada suja, se espeta nas lanças e espera ele colocar a escada para dentro do portão , lá do murinho.Desce desajeitada e percebe que tem um vizinho como plateia. desgraçado, está se divertindo ás minhas custas, pensava.
Deixa suas coisas na varanda e vai até o quintal buscar ferramentas para abrir a janela de seu quarto.
Lembrou do sonho que teve com o engenheiro, no sonho tocava a musica tema do casal, normalmente os casais elegem sua musica..e esse não poderia ser diferente, pelo menos nisso. Um ano juntos, deu tempo de ter uma musica, no caso dela, varias.No sonho ele a beijava, Ninguém foi no seu aniversário, apenas ele. Aquela merda de despertador tinha que tocar bem na hora que iriam transar??Ficou revoltada pela manhã, nem no sonho teria paz?
Com um machado, um pé de cabra e uma tesoura velha, levou meia hora para abrir a janela por fora.Finalmente conseguiu, abriu a janela, e agora tentava alcançar pela grade a cômoda, pois as chaves só poderiam estar lá. Viu a penteadeira, e se lembrou que era lá que jogava as chaves, fora do alcance das mãos e dos olhos.
Fechou a janela e desistiu. Pensou consigo que iria ler seu livro.
Sentou na varanda, e pegou o livro na bolsa. Abriu o compartimento externo da bolsa para pegar seus cigarros, afinal seriam mais 3 longas horas de espera até alguém chegar.Do lado dos cigarros, duas horas e meia depois, seu chaveiro estava lá, rindo de sua cara, pois todo tempo estava ali com as chaves.
Gritou de felicidade, não se lembrava de seu saldo bancário, da amiga que não apareceu, do rapaz gatinho que está flertando, do sonho, da viagem de metrô com seu amor, só pensava em usufruir de seu poder.ELA TINHA A CHAVE!!!!!!!
Chegou a conclusão que ela mesma sempre cria seus bloqueios, acredita neles e não consegue achar as soluções que precisa, mesmo quando ela está ali, mais perto do que imagina.
Riu de si mesma, entrou em casa, tirou os sapatos , lavou as mãos e foi comer....

3 comentários:

Thom® disse...

Oi Ly.
Adorei o texto (como sempre, desde o primeiro né? rs).
Tem um pouco de tudo. Um texto bem no seu estilo. Como eu te disse, cada vez que leio, percebo novos detalhes.

Bedus!! ;-)

Vivian disse...

Realmente um texto trágico e cômico!! Tragicômico!! Se tudo isso aconteceu com vc ou com alguma outra pessoa parabéns pela coragem de enfrentar essas surpresas da vida. E Parabéns! pela sua criatividade e por proporcionar um momento de distração e risos para os demais leitores. Um bj linda

fla disse...

PQP! Não tinha o q fazer não, qdo escreveu estas babozeiras, kct q textão!!! Ainda se desse p aproveitar algo!!!